Encaixes por Ju Novais.

sexta-feira, 15 de abril de 2011
Eu sei que está meio clichê esse négocio de 'a gente se encaixa', mas não sei outra definição.
Bem assim. Não sei nos definir de outra forma, com outras expressões, em qualquer idioma. Talvez o leitor não entenda, ou não concorde, com o inicio da maioria dos meus posts, andam dizendo que perco o foco, mas não é essa a questão, o problema é que hoje sinto-me tão feliz, tão completa que me faltam os adjetivos, pronomes e verbos para dar aos sentimentos formato de palavras.
Exatamente isso: os meus sujeitos estão todos ocultos.
Uns num sorriso de canto de boca, outros nos olhares trocados sem querer porque os olhos andam programados automaticamente para se acharem de cinco em cinco minutos, e ainda há os que passeiam pelas lágrimas derramadas mesmo sem necessidade. Todos andam ocultos nos traços mais simples do rosto que conheço mais que a palma da minha mão, de mim não sei quantas linhas tenho mais dele sei de cor cada detalhe do croquí pensado por Deus, sei do tamanho dos olhos e da profundidade do amor que eles esborram quando olham pra mim, sei da curva entre o lábio inferior e o queixo que tem exatamente as medidas do meu dedo indicador, sei dos arrepios que nascem do contato entre a minha unha e seu pescoço, sei das mãos que nunca tiveram calos mas aprenderam o valor do toque, sei da super sensibilidade do lado esquerdo e das constantes dormencias das pernas em protesto à ida do resto do corpo. Eu sei. Conheço o quebra cabeça decorado, de todos os lugares onde há o encaixe perfeito, do espaço entre pescoço e ombro que é do tamanho exato da minha cabeça, de como os meus dedos são a conta exata das divisões dos dedos dele, do peito que acolhe meu tronco e de tantos outros encaixes que só quem tem muita sorte já teve a chance de experimentar.
Seja como e onde for há sempre o meu lugar esperando pra ser ocupado no corpo dele e é nesse espaço, por menor que seja, que eu me sentirei livre o bastante pra que toda vez que ele me solte eu corra de volta pros seus braços, afinal não é à toa que afirmo cada dia estar mais presa à liberdade que hoje vivo.

2 comentários:

  1. Alê disse...:

    Existe sim,

    E se encaixa

    Perfeitamente



    Um beijo

  1. afinal não é à toa que afirmo cada dia estar mais presa à liberdade que hoje vivo.

    *.*
    AmO'