Ao invés de e-mais e posts... Cartas!

segunda-feira, 9 de maio de 2011
As cartas que mando hoje não são daquelas que te mando diariamente contanto e descrevendo os amores que sinto por todos os seus detalhes.
As cartas que escrevi hoje foram feitas nos últimos minuto livres do meu dia, não pelo descaso por você, mas porque até agora não me vieram as palavras para contar aos que passam diariamente embaixo deste teto de vidro, as descobertas que fiz ontem.
As cartas que te destinei hoje vão ardidas, mas não pelo sentimento e sim pelo sentindo, ou melhor, pelos sentidos. Aqueles que foram despertados por ai, numa noite dessas estando a quilometros de distancia, numa dessas ligações de ver, separados, o mesmo sol nascer juntos conosco e saber que as vontades que despertam como canto do galo não têm data para adormecer novamente.
As cartas de hoje chegarão tão quentes quanto saíram de minhas mãos. O tempo passa o desejo apura!
As cartas irão descrever minhas sinas, meus sonhos, meus prazeres, e minha ânsias de saber-me sua em todos os sentidos. E perdoe-me se em algum ponto fui de algum modo menos Lady (como você gosta de falar), é que quando se trata de matar a vontade de você fazer-se aqui presente não meço palavras, não escolho expressões, não contenho o que os dedos escrevem quase que sozinhos impedindo a cabeça de pensar no que eles dizem, ou melhor, no que eles mostram.
As minhas cartas hão de ser tão claras hoje, que sei que de hoje não passa. Ao lê-las você há de pegar aquela caixa grande que eu vi dia desses largada em cima do guarda-roupa, e me mandará você em papel de embrulho pra matar a saudade que sinto de receber e materializar essas mesmas cartas que hoje mando.

2 comentários:

  1. Alê disse...:

    ...Todas as cartas que escrevi nesses tantos hojes, desses tantos anos, todas elas, ainda estão aqui...

  1. Admin disse...:

    Hoje recebi uma carta, nela continha um pedacinho do enorme amor do qual ela guarda consigo. Era uma daquelas cartas de despertar diversos sentimentos. Fruto de mais uma noite separados 'quase' juntos.

    I<3USOMUCH
    =*